Leadbelly: House Of The Rising Sun (1944)

Estamos  devagar. As férias ainda não acabaram, mas todos estamos repletos de tarefas. Por isso, enquanto ainda não aparece nada melhor, e no ritmo da leitura dos artigos do Alan Lomax, posto o Leadbelly cantando House of the rising sun:


5 comentários sobre “Leadbelly: House Of The Rising Sun (1944)

  1. Pra não dizer que nunca ouvi falar, conheço a música “Where did you sleep last?”, na interpretação sensacional do Kurt Cobain, no seu último show antes de morrer.

    Apesar desse show acústico como um todo ser considerado por muitos (também por mim) o melhor entres as dezenas shows realizados na série “Unplugged” da MTV americana, pra mim essa música é o ponto mais emocionante da noite. Dá mesmo pra sentir o tom de despedida, o sofrimento que já dominava a vida do Kurt, parece mesmo que ele dialoga com a “vontade de viver”, personificada na garota da música.

    Bem, desde que assisti a esse show pela primeira vez, há mais de dez anos, me perguntei logo de quem era esse cover. Leadbelly ficou na minha lista de músicos pra conhecer por muito tempo, até eu esquecer. Valeu pela lembrança, vou sacar o cara agora.

    ps.
    Nirvana – Where did you Sleep last night?

  2. Eu nunca tinha ouvido falar do Leadbelly (bem massa esse blues), mas sempre gostei de House of the rising sun, em diversas versões… A do primeiro disco do Bob Dylan é minha preferida:

  3. RA! Bonito demais Rodrigo. Sempre que o Agnaldo fala de lugares especiais (galeria do amor, galeria alaska) rola aquele romantismo melancólico do homoerotismo maldito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s