Satã, sujeito batuta (por Rafael Campos Rocha)

Na campanha eleitoral, até o Belzebu apareceu. Os tucanos colocaram Satã no centro do debate eleitoral. Discutiram uma suposta amizade dele com o Michel Temer e tentaram associar o único partido com base do Brasil ao coisa ruim. Na falta de vínculos factuais, ficou rídiculo. Bem, pior pra eles, melhor pro Brasil.

Na melhor tradição etnográfica, Rafael Campos Rocha nos mostra que mais que nos posicionar diante da criatura infernal, precisamos entendê-lo. Só assim, perceberemos que Lucifer não é  isso tudo que falam dele.

Por fim, o blog tem a honra de publicar uma das histórias mais engraçadas já produzidas pelo nosso sócio Rafael Campos Rocha.

6 comentários sobre “Satã, sujeito batuta (por Rafael Campos Rocha)

  1. Ele tá tendo um caso sim, ele é um filho de uma puta. ele não deveria traí-la. tem mais é que se fuderjij ese mermwsda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s