Mais uma lorota despenca

Se existe uma mentira que pegou nos bicos dos tucaninhos das redes sociais é a de que a imprensa vive sob ameaça no Brasil de Lula. O argumento não resiste a uma olhadela nas bancas de jornal. Duvida? Olha um greatest hits anti-Lula na imprensa nos últimos anos nesse link.

Tá bom, tá bom, as capas aí já foram exibidas em toda rede e mesmo assim insistem na cascata. Pois bem, a insuspeita Folha on line noticia hoje que o Brasil sobe 13 postos no ranking mundial de liberdade de imprensa (pois é 13 mesmo, como os de Dilma, #coincidência #sabotagem #valetudo?). Vamos ao que diz a matéria:

A ausência de violência grave contra a imprensa e uma maior sensibilização do poder público em relação ao acesso à informação também motivaram o salto do país. “Por último, o Brasil tem uma das comunidades mais ativas na internet”, diz o comunicado. (…)

Benoît Hervieu, responsável pelas Américas da RSF, minimizou a troca de acusações entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e parte da imprensa nacional durante a campanha eleitoral. “A posição da mídia ao dizer que as palavras de Lula são uma ameaça à imprensa é exagerada.”

É lógico que dizer que a profissão de jornalista é um mar de rosas e que a liberdade é lenamente respeitada é uma ofensa aos meus companheiros de trabalho. Casos como o do jornalista F. Gomes, que foi assassinado depois de denunciar um esquema de compra de votos em troca de pedras de crack, comprovam isso.

A imprensa em pequenas cidades – como a que eu nasci: Pouso Alegre – é também um cenário pródigo para se coletar histórias de jornalistas silenciados pelos mandatários locais. É só parar o ouvido e escutar absurdos. O responsável pela Repórter Sem Fronteiras confirma:

Ainda existe uma forte censura prévia no Brasil. Nos últimos anos vimos uma multiplicação de ataques nesse sentido”, diz Hervieu. Para ele, a Justiça brasileira sofre influência de políticos e toma decisões “ridículas, como proibir a citação de nomes e sobrenomes em reportagens”

Mas é inegável que a liberdade deveria começar nas redações que ainda estão bem distantes desse papel. A demissão de Maria Rita Kehl (por um bizarro “delito de opinião”) e a proibição do Falha de S. Paulo é um exemplo de que a liberdade de imprensa deveria começar no quintal deles.

Mas até aí, os jornais deveriam começar também a falar sobre os oposicionistas que só falam com a imprensa quando a pauta é deles ou, pior, sobre governador que não aceita dar explicações sobre a demissão de um diretor da empresa pública responsável pela obra mais importante do governo do maior estado do Brasil:

Enquanto Paulo Preto ainda não era um perigo eleitoral, Goldman fazia questão de alertar Serra sobre o sujeito, o governador ignorou:

Por meio de um e-mail enviado ao então governador José Serra em novembro de 2009, o seu vice à época, Alberto Goldman, classificou como “vaidoso” e “arrogante” o engenheiro Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto. Na mensagem, Goldman diz que o ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) “fala mais do que deve, sempre”. As informações foram publicadas no jornal Folha de S. Paulo na edição desta quarta-feira (13).

De acordo com a nota, o vice analisava as entrevistas concedidas por Preto e pelo secretário de Transportes Mauro Arce, em razão da queda de uma viga nas obras do Rodoanel. “Parece que ninguém consegue controlá-lo. Julga-se o Super-Homem”, escreveu Goldman. Na época, Preto autorizou que as construtoras mantivessem a mesma estratégia de instalação das vigas que desabaram. “Não (…) tenho qualquer poder de barrar ações. Mas tenho o direito, e a obrigação, de opinar e tentar evitar desgastes desnecessários”, afirmou Goldman na ocasião.”

Mas o Paulo Preto é um cisco no meio de um mar de apatia da imprensa paulista em cobrir o governo estadual. Em Minas Gerais então nem se fale, mas lá é na base da mordaça mesmo.

Em São Paulo, o modus operandi é usar a justiça para CENSURAR quem se posiciona contrariamente ao partido. Como diz o Raphael Tsavkko: “O Tucanato é famoso por tentar censurar e efetivamente censurar jornais, blogs, sites e até mesmo o Twitter.” Vale a pena ler o artigo dele sobre a ameaça a liberdade de expressão com a censura da Revista do Brasil e do Blog do Artur Henrique em que ele mostra como os tucanos escondem tudo pra debaixo do tapete forçando o segredo de justiça.

Na verdade, cada um usa sua mordaça, pra uns é o calaboca, para outros uma mordaça econômica. O excelente NaMaria News mostra que um terço da circulação da editora Abril vem de compras, sem licitação, do estado de São Paulo:

ED. ABRIL / FUND. CIVITA CONTRATO / LINK D.O. VALOR
18.160 assinaturas (renovação) Revista Nova Escola (DE’s/Ofs.Pedags/Escolas) SÓ HÁ 2 REGISTROS EM DO – onde e quando o contrato inicial? ~ 42/2199/04/04 (ver DO 29/12/04) ~14/jan/05 326.880,00
18.160 assinaturas (renovação) Revista Nova Escola ~ 15/1063/07/04 ~23/out/2007 408.600,00
220.000 assinaturas da Revista Nova Escola – edições 216 a 225 – solicitado pela CENP para o “Ler e Escrever” ~ 15/1165/08/04
(ver DO 1/10/2008 ) ~ 25/out/2008
3.740.000,00
415.000 exemplares Guia do Estudante Atualidades Vestibular 2008 ~ 15/0543/08/04 ~23/abr/2008 2.437.918,00
430.000 exemplares Edições nº 7 e 8 do Guia do Estudante Atualidades Vestibular ~ 15/1104/08/04 ~22/out/2008 4.363.425,00
430.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.08 + 20.000 Revista do Professor ~ 15/0063/09/04 ~11/fev/2009 2.498.838,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed. 09 + 25.000 Revista do Professor ~ 15/0238/09/04 ~16/jun/2009 3.143.120,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.10 + 27.500 Revista do Professor ~ 15/0614/09/04 ~29/ago/2009 3.249.760,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular 2º sem 2009 + 27.500 Revista do Professor ~ 15/00024/10/04 ~ 2/abr/2010 3.177.400,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed.11-2º sem 2010 + 27.500 Revista do Professor Nº5 ~ 15/00473/10/04 ~ 15/jun/2010 3.328.600,00
540.000 Guia do Estudante Atualidades Vestibular Ed. 12-2º sem 2010 + 27.500 Revista do Professor Nº6 ~15/00762/10/04 ~17/ago/2010 3.328.600,00
PARCIAL 25.527.661,00
3.000 assinaturas Revista Recreio ~15/0181/08/04 ~29/mar/2008 1.071.000,00
6.000 assinaturas Revista Recreio ~15/0182/08/04 ~29/mar/2008 2.142.000,00
5.155 assinaturas Revista Recreio ~15/0670/08/04 ~12/ago/2008 1.840.335,00
25.702 assinaturas Revista Recreio ~15/0149/09/04 ~17/abr/2009 12.963.060,72
2.259 assinaturas Revista Recreio ~ 15/0528/09/04 ~1/set/2009 891.220,68
PARCIAL 18.907.616,40
95.316 Atlas Nacional Geographic vols. 1 ao 26, sendo 3.666 exemplares de cada volume ~ 15/00273/09/04 ~ 28/mai/2010 733.200,00
5.200 assinaturas da Revista Veja – (Sala de Leitura) ~ 15/00547/10/04 ~ 29/mai/2010 1.202.968,00
5.449 assinaturas da Revista Veja – (Sala de Leitura) ~ 15/0355/09/04 ~20/mai/2009 1.167.175,80
TOTAL 52.014.101,20

A Bolsa Imprensa do governo paulista é generalizada e, segundo a NaMaria, come R$ 250 milhões sem licitação. Por isso, não há o que se estranhar quando o Tarso Genro diz que setores da imprensa serviram como bloco de sustentação de Serra. Com uma verba dessas quem não levantaria suspeitas?

O pior é que os veículos são refratários a críticas e  contam com a conivência e até com a defesa dos andares debaixo, mesmo quando colunista constrange os seus profissionais. Quer exemplos, assista a Marilena Chauí:

Hoje a Folha publicou outra manchete que parece servir única e exclusivamente como atração da campanha tucana.

E sinceramente acho que isso é o maior perigo à democracia. Um país em que os editores calam repórteres que vão longe demais e onde dirigentes não pagam nada por se recusar a responder à imprensa (fora os mega-orçamentos de Minas e São Paulo).

Por isso, o Brasil só pode continuar subindo postos no ranking mundial de liberdade de imprensa com um governo que trata a imprensa com critérios claros e igualdade, inclusive na distribuição de patrocínios.  Além disso, blogs e twitters devem informar sobre a imprensa e sobre qualquer coisa sem o cerceamento de políticos, grandes veículos e empresas de comunicação. A Liberdade deve valer para todos, grandes e pequenos.

17 comentários sobre “Mais uma lorota despenca

  1. prezado amigo,

    novamente comento aqui, pois me tornei um assíduo leitor de seu blog. a sua capacidade de evocar referências é admirável.

    parabéns! e mantenha o bom trabalho!

  2. Outra boa coincidência com o número da Dilma: foi no dia 13 o ultra-bem-sucedido resgate dos mineiros, no Chile.
    hehehe!

  3. O Serra já levou um “rolo de fita crepe” na cabeça e chamou petistas de nazistas. A Veja já deita e rola no site.

    Vai ser teste pra cardíaco, amigo!

  4. Engraçado que era um rolo de adesivos do próprio Serra… Ou seja, algum dos cupinchas do Serra jogou o rolo na cabeça dele e colocou a culpa nos petistas. Ou vai me dizer que os petistas andam com rolo de adesivos do Serra?

  5. Ainda sobre a imprensa, vazou agora a informação de que o tal dossiê anti-Serra foi encomendado pelo grupo do Aécio Neves para protegê-lo do Serra.
    Que espécie de sujeito é o Serra, temido e odiado até pelas pessoas de seu próprio partido?
    Sinistro…

  6. Mas voltando ao assunto principal desse post, por determinação do Cade (http://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2010/10/20/cade-determina-fim-da-preferencia-da-globo-nos-direitos-de-tv-do-brasileirao.jhtm), a Globo acaba de perder os direitos de exclusividade na transmissão do Brasileirão.

    O Jornal Nacional que era um filé mignon na programação ontem registrou 29 pontos no Ibope na transmissão da entrevista de um presidenciável. É muito, mas nem se compara aos mais de 50 dos anos 90.

    O desespero na emissora não deve ser pequeno. E, por isso, eles farão de tudo para enquadrar os dois candidatos e garantir a BOLSA EXISTÊNCIA DELES.

    Se hoje, com a Internet é difícil editar debates impunemente, com eventos ao ara livre é bem mais fácil. Vão fazer dias de carnaval (e capas de semanais ) com essa merda, se preparem.

  7. Ontem a Globo falou no jornal até da eleição dos candidatos bizarros a governador nos EUA e não deu a pesquisa Vox Populi…

  8. É militância paga Zer, tipo essa galera que balança bandeira da Virgília Rosa, do Bilac Pinto e do Odair Cunha nas ruas de Pouso Alegre. O foda é que no meio dessa bobajada, aparecem boas matérias e uns jornalistas que são firmeza, independente da posição política. Mas a campanha fala tão mais alto que avacalha todo resto.

  9. A pesquisa Ibope de hoje foi encomendada pela Globo, Zer, então não vai ter jeito, vão ter que mostrar…
    E Sérgio Guerra, que passou o primeiro turno inteiro dizendo que a Dilma não estava ultrapassando o Serra e que ontem disse que a pesquisa do Vox Populi não valia nada, vai ter uma disenteria de fundo nervoso hoje, coitado.

  10. Putz, direito de resposta no Twitter é demais. Agora, e a capa do Jornal O Globo de hoje: “Inquérito liga violação de sigilo a Dilma, mas a PF tenta negar”, é muita canalhice. Basta uma negativa do Aécio e pronto, ninguém toca mais no assunto.

  11. Pois é Dé, o bom é que a manchete é tão confusa que é até difícil de entender.

    Como a PF nega seu próprio inquérito?

    Vale mais a versão da advogada do Eduardo Jorge do que dos policiais que investigaram o caso?

    Então fecha o boteco e coloca o EJ como fiador oficial da verdade. Esse pessoal acha que o Estado são eles e que qualquer possibilidade de questionamento é uma ameaça institucional, e os autoritários somos nós.

    Tucano é muito sinhozinho. Credo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s