PSDB, o partido do piti

Neguinho adora falar do PT, do controle da mídia e da ameaça que o partido representa para sociedade. Ontem o Estadão meteu uma capa com o José Dirceu atribuindo a ele uma frase de que a imprensa tinha excesso de liberdade . É só assistir o vídeo para ver que se trata de uma rematada lorota.

Agora, o engraçado é que o PSDB (e os mirins de sua coalizão) enchem a boca para se arvorarem de defensores diletos da liberdade de expressão. No entanto, como são pouco acostumados a qualquer tipo de questionamento mais sério, foram em vários momentos grosseiros e atuaram para constrangerem e censurarem os repórteres que fazem seu trabalho, questionando o entrevistado.

Confira uma seleção:

O mais recente piti de Serra contra Márcia Peltier que por não gostar da pergunta ameaçou deixar a entrevista. Com certeza a repercussão vai ser mínima. Até a ombudsman da Folha admite que a cobertura da grande imprensa é tendenciosa e não dá espaço para questionamentos aos candidatos tucano.

Como só os blogs o questionam, ele criou os tais blogs sujos, que segundo ele o perseguem sistematicamente. Perseguir, no jargão serrista, é questionar sua capacidade e suas administrações – algo proibido na cabeça do tucano.

Depois é só tomar uma perguntinha inocente e olha o que acontece:

Aqui o Serra é mais uma vez grosseiro e levanta intenções políticas da TV Brasil só por que eles perguntam quando o problema será solucionado para o então governador. A pergunta partiu da TV Brasil (imagina se alguém do PT faz isso com a TV Cultura ou a TV Minas?) – a partir de 1’37”.

Há vários outros exemplos de mau criação do Serra com repórteres (se quiser conhecê-los clique no RS URGENTE), acusando intenções políticas ou simplesmente dizendo que não entende sotaques de outros Estados. Mas essa não é uma prática exclusiva do postulante oposicionista à presidência. Outro ex-candidato, Geraldo Alckmin, também tem sérios  problemas com o questionamento:

Além de barrar mais de 69 CPIs ao longo dos seus seis anos de governo no Estado de São Paulo, o político nascido em Pindamonhangaba se recusa no vídeo acima a falar com a imprensa australiana sobre o fracasso do seu governo em lidar com o PCC.

Mas isso também não para no tucanato paulista. Talvez o caso mais sinistro em todo Brasil seja o do ex-governador mineiro Aécio Neves, que smplesmente barra qualquer oportunidade de questionamento a sua administração. A severidade de sua irmã com a imprensa se tornou nacionalmente conhecida e, pelo jeito, custou cabeças em todos veículos de comunicação de Minas Gerais:

Um documentário em inglês sobre a censura de Aécio

E o clássico Liberdade essa palavra (parte 2 e parte 3 aqui).

Um detetive de seriado americano ruim diria que há um padrão  Homopoderosustucanium, um modelo de comportamento que não pode negar a verdade mais absoluta na cabeça deles: “estamos sempre certos”. Se é temeroso no poder local por que sufoca qualquer manifestação contrária, no nacional, seria um absoluto desastre.

12 comentários sobre “PSDB, o partido do piti

  1. E os comentários no twitter estão demais:

    A favela do Serra pode ser fake, mas os barracos que ele arma com a imprensa são de verdade

    Dilma criou o Pac. Serra o Piripac!

  2. Agora, o que eu acho mais sinistro é a quantidade de condições que a CNT se submeteu para gravar essa entrevista. Pelo jeito a coisa foi tão sinistra que o Serra ainda exigiu levar as fitas sem cortes e deixou a versão editada na emissora, se isso não é tutelar a imprensa, eu realmente não sei o que é: http://blogdofavre.ig.com.br/2010/09/serra-exigiu-e-levou-a-fita-original-sem-cortes-do-programa-da-cnt-a-emissora-ficou-so-com-a-copia-editada/

    Imagina se qualquer candidato do PT faz uma coisa dessas. É cinco minutos de Álvaro Dias no Jornal Nacional na sequência.

  3. Pior é a submissão da Márcia Peltier: “o que o senhor quer que a gente apague?”. Numa boa, o grau de pagação de pau é ridículo.

  4. É Lauro. Foi foda mesmo. O clima está irrespirável. Pelo menos só faltam 16 dias pra acabar essa porra.

  5. pt é praga,vai precisar de muitos anos para limpar o senado ,o brasil,o papagaio come o milho e o periquito leva fama,so num pais de analfabeto que acontece essas coisas,FHC criou o REAL,VALE ESTUDO,VALE GAS o PAC< e agora tem gente que pensa que foi o periquito,oh meu procura a ler mais e abandona as festas para voce conhecer quem é quem,quem faz etc…

  6. – vale estudo – e no que tange ao real (uma correção), o nome do papagaio é Itamar Franco.

    E depois ainda manda o pessoal ler mais. FHC tem lá seus méritos, criou a reeleição pra gente poder ter o Sapo por 8 anos, valeu!!!

  7. esse comentário é sério?De Buenos Aires sem vergonha de falar besteira. Bem, vale a frase da Dilma, os tucanos governam com projetos piloto. Adoram fazer projeto piloto, pra 90 pessoas, 200, mas isso não é governar o país. Foi mal

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s