throbbing gristle: discipline

I want discipline (enquanto a cartilagem lateja)


O Throbbing Gristle é extremo. O frontman é o Genesis P. Orridge, que além de ter feito um ótimo dicionário de arte contemporânea nos anos setenta, trabalhou durante toda a década de noventa e no começo deste milênio em um projeto estético. Foi onde vida e arte mais se confundiram. Ele e sua esposa (falecida em 2007) trocavam de gênero. Enquanto ele se tornava mulher, ela se masculinizava. Hoje ele se parece uma senhora respeitável, daquelas que teimam em não envelhecer, uma travesti velha.

O TG ele fez com sua ex-esposa Cosey Fanni Tutti, que depois casou com outro membro da banda, Chris Carter. Cosey ganhou fama antes da banda. em 1976, protagonizou a famosa exposição Prostitution, no ICA de Londres.

Vi este vídeo pela primeira vez em uma coletânea da Mute Records, no início dos anos 90. Lembro ter assistido logo depois de outra reunião de vídeos da Alternative Tentacles. Depois que vi o Z’ev e esse povo, a arrogância adolescente se escondeu alguns dias, e vi que eu não sabia de nada.

4 comentários sobre “throbbing gristle: discipline

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s