Futebol etc.

Quando chegamos do bar do Alemão, todo mundo se meteu no elevador e foi ver como terminariam os jogos. O Israel vinha confiante,  2 a 0 no primeiro tempo não garantia a vitória mas já despertava aquela coceira na mão de partir para as quartas de final da Libertadores da América. Os tropeços de primeiro semestre do ano do centenário não pareciam mais sinais de mau agouro. Agora era esperar acabar o segundo tempo sem nenhum susto. O Leandro, torcedor do Bahia, achava graça, todo estóico diante daquela ansiedade.

Antes de o elevador deixar o primeiro da turma, os flameguistas já comemoravam o gol do Vagner Love.

O Israel foi o último a aparecer para o almoço no dia seguinte. O Idelber apareceu cedo, mas nem falou no terceiro gol do Santos. Passou a manhã lendo o livro do Zé Paulo (que deixou a gente mais cedo, na noite anterior, depois de um tímido lamento de palmeirense doente que não quer nem mais saber de futebol, nunca mais, nunca mais mesmo), sobre a democracia corintiana, o que meio que equilibrava as coisas. Campeonato tem todo ano.

O Rodrigo aprontou um negócio incrível aqui em Curitiba, junto com a Celise e o pessoal todo do SESC Paraná. E eu não fui o único a dizer – mas eu, para falar de futebol? O Idelber, que esqueceu mais sobre futebol do que eu jamais vou saber, também não entendeu o convite no começo. Acho que essa reação só confirmou a sacada do Rodrigo: futebol, como diria o Aristóteles, se diz de muitas maneiras. Larga um microfone na mão de um pessoal que, quando não tem microfone, quase não fala de outra coisa, que com certeza algum papo bom sobre bola aparece. Eu estava na primeira mesa e, tirando a minha participação, que não vi por causa das luzes e do nervosismo, foi uma noite memorável.

A ideia era discutir futebol, as eleições, copa do mundo, política. O Israel tomou conta da mesa, que era o Leandro Fortes, o José Paulo Florenzano e eu. O Leandro explicou por que o jornalismo esportivo e o jornalismo político são tão ruins no Brasil: a passividade profissional, a falta de preparo e o mau gosto assombram as duas áreas. O José Paulo, que carrega na cabeça todo o universo do futebol brasileiro sob a ditadura, lembrou que a cooptação da seleção de 1970 foi apenas mais um ato de arbitrariedade e violência do regime militar: as práticas de liberdade da delegação brasileira espelhavam e reforçavam um movimento subterrâneo idêntico ao de muitos setores da sociedade brasileira, e que culminou com a seleção de 82, numa derrota tão sublime quanto a do movimento das Diretas Já – que não por acaso carregou como símbolo a mesma camisa amarela, o traje de celebração da liberdade e da alegria oficial do país. Eu tentei reclamar da Copa do Mundo como megaevento privado, danoso e contrário à condução democrática do desenvolvimento das cidades.

O encontro ainda segue, hoje e amanhã. A platéia estava cheia de pessoas interessadíssimas, e interessantes: estudantes de jornalismo, jornalistas, escritores, curiosos. Hoje sentam para conversar sobre arte e profissionalismo na era da imagem, sob a batuta do Lauro Mesquita, Francisco Bosco e André Mendes Capraro. Amanhã, depois da mesa sobre a democracia corintiana, a seleção brasileira e a abertura política, com Idelber Avelar, Marcos Guterman e Sócrates Brasileiro Sampaio de Oliveira, o Dr. Sócrates (sob os cuidados do Rodrigo Merheb), José Miguel Wisnik e Sócrates vão arriscar umas músicas sobre futebol. Eu trouxe uma camisa do São Paulo para ver se o Sócrates leva pro Raí assinar.

Hoje chegou um flamenguista, um santista e um dos dois torcedores do América MG da redação do Guaciara.  O Rodrigo foi cuidadoso o suficiente para garantir a representação plural da sociedade brasileira no evento.

Está sendo duca. Quem está em Curitiba e não veio precisa vir. O serviço está no post logo aí embaixo.

14 comentários sobre “Futebol etc.

  1. boa jay! evento duca e participação merecida do guaci. adoraria assisitir!

  2. Só participei d almoço hoje e garanto que estou bem animado. Muita conversa sobre futebol que vira conversa sobre tudo. Tá bem legal.

  3. putz, jay, ler seu post só me deixou com mais água na boca pra estar aí! lindo demais! arrasem aí e q a platéia desfrute mesmo dessa oportunidade curiosa em curitiba.

  4. Coletânea de agressão gratuita:

    O América mineiro é inútil. O Curintia é regional. E o Bahia nunca esteve bem com o PT no governo! 😛
    Parabéns pelo evento! Abraços invejosos!

  5. tá sendo filmado sim. e esse abraço solidário gay é lamentável.

  6. Jay. eu estava na platéia e posso garanir que sua intervenção foi muito legal, bacana demais, voce abriu um ângulo pra discussão super oportuno que se refletiu nas perguntas da platéia. Depois o Lauro vem aqui contrar como foi o debate dele.

  7. “O Brasil é o único país do mundo em que:
    1)prostituta tem orgasmo…
    2)cafetão tem ciúmes…
    3)traficante é viciado…
    4)pobre é de direita…
    5)jornalismo esportivo é levado a sério!”
    -Tim Maia-

    Parabéns pelo bloguim!

    Oburrocrata

  8. O pior é que na verdade demorou pro futebol ser levado mais a sério por aqui. Afinal é um fenômeno com tanto impacto na vida das pessoas e de uma abrangência que cobre tantos lugares e assuntos que precisa ser mais discutidpo mesmo.

  9. Alexandre Ceará,

    o nosso querido América mineiro não é inútil! Todo mineiro de verdade também torçe para o Coelho!

    Lembre-se que o Gilberto Silva foi revelado lá e é titular do Dunga! Seja isso bom ou ruim…

  10. Seleção da Argentina na Copa:

    Goleiros: Andujar (Catania/ITA), Sérgio Romero (AZ Alkmaar/HOL) e Diego Pozo (Colón)

    Defensores: Otamendi (Vélez Sarsfield), Demichelis (Bayern Munique/ALE), Samuel (Inter de Milão/ITA), Burdisso (Inter de Milão/ITA), Clemente Rodríguez (Estudiantes), Garcé (Colón) e Heinze (Olympique de Marselha/FRA)

    Meio campistas: Mascherano (Liverpool/ING), Jonas Gutierrez (Newcastle/ING), Mario Bolatti (Fiorentina/ITA), Juan Veron (Estudiantes), Javier Pastore (Palermo/ITA), Maxi Rodriguez (Liverpool/ING) e Di Maria (Benfica/POR)

    Atacantes: Agüero (Atlético de Madrid/ESP), Higuain (Real Madrid/ESP), Messi (Barcelona/ESP), Diego Milito (Inter/ITA), Tevez (Manchester City/ING) e Palermo (Boca Juniors)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s