TV Pública de verdade

O blog do Guaciara tem a honra de convidar a todos para sintonizar na TV Brasil nesse sábado às 23h45 para assistir a estréia do programa Ponto Brasil. O programa é coordenado pelo Leandro Saraiva, que é amigo da turma do Guaci e um cara que todos nós admiramos demais. Já assisti o primeiro episódio e me empolguei demais com a iniciativa de construir uma televisão com pessoas comuns a partir dos pontos de cultura e sem nenhuma condescendência.

Acho que a iniciativa vai além do produto e propõe uma construção de uma TV realmente pública e produzida em patamares que eu não conhecia mesmo. A Associação Imagem Comunitária, de BH, faz um trabalho que tem um pouco a ver, mas mais focada nos jovens.

Segue o convite do Leandro Saraiva para esse projeto que me empolgou demais:

Gostaria de convidá-los a conhecer o Ponto Brasil, um programa de TV, mas mais que isso, uma ação artística em rede, envolvendo mais de 100 Pontos de Cultura e Coletivos Audiovisuais. Uma co-produção TV Brasil e Minc/SCC. Estréia dia 21 de novembro, 23h45, na TV Brasil.

Até onde eu saiba, o Ponto Brasil é o primeiro programa feito assim, em rede, por uma enorme turma de 400 pessoas, espalhadas pelo país.

Mas o principal motivo para eu convidá-los a conhecer o programa é seu MÉTODO de construção. Se vocês tiverem interesse, verão no www.pontobrasil.org.br um formulário de projeto online, aberto a acréscimos e comentários dos participantes da rede, e uma sessão de apoio, com dezenas de trechos de filmes comentados, que servem de referências para as discussões colaborativas que vão dando forma aos projetos de vídeo (o site é uma plataforma de trabalho – não tivemos tempo para desenvolver o design, nem para aprimorar a navegação. Mas mexendo um pouco dá pra sacar como funcionou para os 400 participantes).

Isso não é um detalhe, é a alma desta experiência.

Ouvimos falar bastante da produção audiovisual dos Pontos de Cultura, mas ela é, via de regra, ainda ingênua, e há um apelo para sermos condescendentes com os resultados. No Ponto Brasil, através desse método de colaboração e crítica, nos propusemos a avançar na qualidade (criativa, ainda que a qualidade técnica tenha sido mantida também).

Somos contra o populismo audiovisual. Não acreditamos que distribuindo câmeras vão surgir novas expressões estéticas realmente relevantes. Um ambiente crítico exigente é condição importante para o aprimoramento artístico, e foi isso que buscamos no nosso método: todo mundo palpita, e lança mão das referências que sugerimos (sempre como leque de opções), ou de quaisquer outras que lhes pareçam importantes. Essa colaboração crítica e auto-crítica foi feita, em cada um dos 130 vídeos realizados (empacotados em 14 programas), buscando a clareza das formas audiovisuais que ia sendo propostas.

Como cada plano seria feito? Este era o debate (que, aliás, embasava o esforço de produçao colaborativa – quanto mais clareza de proposta, mais fácil o planejamento, até porque tínhamos somente 1 diárias para cada vídeo). Cada gravação foi feita em parceria com nossa equipe fixa e as equipes locais (não fizemos “oficinas”, planejamos e gravamos juntos, em parceria – foram 18 semanas de gravaçoes!)

Mas este trabalho, esta proposta, é em geral invisível. Acreditamos que se esta experiência do PB tiver continuidade, podemos contribuir de forma importante para o surgimento de novas visões na cena audiovisual, capaz de expressarem experiências de vida hoje fora de nosso espectro.

Nosso convite é para que vocês conheçam o trabalho. Nele, foram reunidos a centena de grupos já referidos, e a participação de um incrível leque de colaboradores (citamos, só como amostra, Vicente Carelli (PB), Cia do Latão(SP), MST, Ação Griô Nacional (BA), Coletivo Catarse (RS), Vila das Artes (CE), Museu da Pessoa (SP), Usina (AC), além de muitos orientadores regionais de grande qualidade (Cézar Migliorin, Regina Motta, Gustavo Jardim, Alexandre Veras, entre outros).

Vocês podem ver um pouco do Ponto Brasil aqui:

11 chamadas + promo em : www.youtube.com/pontobrasilorg

Primeiro programa (Cidades) http://www.pontobrasil.org.br/jx/taiser/0

A quem se interessar, podemos enviar dvds do programa pelo correio.

Abraço e muito obrigado,

Leandro Saraiva

(coordenador do Ponto Brasil – crédito, e carregamento de piano, dividido com Janaína Rocha)

2 comentários sobre “TV Pública de verdade

  1. Próximo “escândalo” do governo está no forno, o caso Batisti. Continue assim oposição, 2014 é logo ali!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s