Em tempos de golpe

honduras 3

Na década de setenta, músicos experimentados do Free Jazz se reuniram no projeto de Charlie Haden e Carla Bley: a Liberation Music Orchestra. No grupo eles colocavam tudo o que haviam aprendido na vanguarda musical a serviço das causas populares. Tal associação foi bastante comum, basta lembrarmos do Nationtime do Joe McpheeAttica blues do Archie Shepp e do Fuck De Boere do Peter Brötzmann. Isso sem falar nas criações na música erudita de Luigi Nono e de Cornelius Cardew, mencionadas anteriormente.

No terceiro disco da LMO, Dream Keeper, de 1990, os músicos trataram sobretudo das ditaduras latinoamericanas sustentadas pelo departamento de estado dos Estados Unidos e da esperança do fim delas. Hoje o quadro é diferente, mas como se tratam de tempos de golpe, selecionei duas músicas, um hino à esperança de Silvio Rodrigues e um tema da LMO sobre a opressão em El Salvador. A música de Silvio Rodrigues é Rabo de nube. A apresentação aconteceu dias atrás no festival Meltdown que homenageava Ornette Coleman. Nos vocais escutamos um gênio: Robert Wyatt. Confesso que quando eu soube que isso ia acontecer, tremi nas bases. Dois dos meus músicos favoritos no mesmo palco.

Rabo De Nube

Si me dijeran pide un deseo,
Preferiría un rabo de nube,
Un torbellino en el suelo
Y una gran ira que sube.
Un barredor de tristezas,
Un aguacero en venganza
Que cuando escampe parezca
Nuestra esperanza.

Si me dijeran pide un deseo,
Preferiría un rabo de nube,
Que se llevara lo feo
Y nos dejara el querube.
Un barredor de tristezas,
Un aguacero en venganza
Que cuando escampe parezca
Nuestra esperanza

honduras 1

honduras 2

Imagens retiradas deste site . A dica é do Idelber

PS: Só hoje eu descobri que o sociólogo Ricardo Prata posta suas interpretações direto de Pipa, no Rio Grande do Norte. Tem muita coisa sobre política brasileira, economia informal e as novas formas da sociedade brasileira. A partir de agora, seu blog está entre os nossos favoritos.

3 comentários sobre “Em tempos de golpe

  1. Que bom ouvir isso, Tiago, em tempos de fantasmas golpistas que dão golpes de verdade.
    Pero… No pasarán!
    Ainda mais exorcizados por essa trilha sonora, com música boa de gente tão digna: meu ídolo Robert Wyatt, cantando Silvio Rodríguez, numa homenagem a Ornette Coleman, com a Liberation Orchestra, do Charlie Haden.
    Bakana dimais!

  2. Amigos, tive um Lp de Carla Bley e outros, talvez Charle Haden, la por 1988, que tinha na capa: ” Fora Yankes da Nicarágua”. Como posso encontrar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s