Felipão, larga de ser besta e volta

Farewell, Farewell
Farewell, farewell...

A melhor notícia dessa semana foi a demissão do Felipão. Não, eu não sou desses que torce contra o técnico do pentacampeonato. Muito pelo contrário, sou fã dele e espero que os medos do Dunga se confirmem e o Bigode volte, junto com o seu inseparável Murtosa (por favor), ao comando da seleção canarinho.

Fora isso, nem banda indie tá querendo mais amarrar o burro naquela ilha fria. Seguindo a dica do Hermenauta, a Inglaterra é a primeira de uma fila sinistra para ver quem será a próxima Islândia. No clima, pelo menos, a ilha da Rainha Elizabeth já está bem perto.

Nos esportes, a coisa começa a assustar a ponto do Reino Unido  temer pelos Jogos Olímpicos de 2012. Até agora são só temores, mas no mundo do futebol a crise já chegou (e não só para o Chelsea, mas também para o Liverpool e para o Manchester, que era patrocinado pela AIG).

Agora, para o Roman Abramovich (ex-patrão do Felipão), a coisa está muito pior. E não só por que ele mandou embora um ótimo técnico de futebol e está acumulando o olho gordo do Brasil inteiro (com exceção de uns torcedores exaltados do Colorado). A sua fortuna bastante controversa estava na lavanderia do mercado financeiro e encolheu de 18 bilhões de euros para 2,4 bilhões depois que o bicho começou a pegar nos Estados Unidos, ainda em setembro do ano passado.

O André Kfouri publicou um post bem interessante sobre como o Felipão teve que suar pra equilibrar as contas no Chelsea. Fora isso são fortes os boatos de que o chefão russo tem pensado seriamente em passar o ponto pra algum milionário árabe.

Por essas e por outras, nada melhor para o Felipão do que pular fora dessa barca furada, antes que o Chelsea vire um Palmeiras sem Parmalat. Agora, é só despachar o Dunga e depois meter uma goleada na Inglaterra. Pro Lampard e o John Terry pedirem transferência pro futebol de Trinidad e Tobago.

Sobre os bilionários russos, vale a pena assistir ao documentário da BBC, The Russian Godfathers.

****

E para ler mais sobre trapalhadas administrativas, vale a pena acompanhar a série de Israel do Vale que promete mostrar como a politicagem na TV Brasil está enterrando as chances do País de ter uma TV pública de verdade.

13 comentários sobre “Felipão, larga de ser besta e volta

  1. Dica de Zirin pros críticos de A-Rod (fodão do baseball que está sendo linchado publicamente por suposto uso de anabolizantes): “They all need to crack open some Michael Phelps medicinal magic and relax.” Demais.

  2. o Felipão é o tipo de técnico que funciona melhor em seleção, pois ele depende de formar um grupo, é um cara mais motivacional que fecha o círculo em torno dele e isso leva tempo. O forte dele não é a abrangência de visão de jogo que um Luxemburgo tem. O Felipão até hoje só ganhou mata mata. Acho uma boa ele de volta à seleção, pois estaria no seu habitat natural. Se o Brasil não quiser, outra seleção vai pegar rapidinho.

  3. Quero ver fazer 2 a 0 na França. itália é freguês.

    E o Robinho hein? Precisou ser achincalhado em público por supostas “saliências” pra fazer um golaço daquele?

  4. Felipão é só mais um desempregado na Inglaterra, mais uma vítima da quebradeira do século 21.
    Quebradera véi, muito doido, tô garrado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s